top of page
  • Foto do escritorCláudia Rolim

Patricia Guerreiro na SP-Arte 22

Atualizado: 11 de out. de 2022

A artista plástica carioca Patricia Guerreiro estará presente na 18ª Edição da SP-Arte, a principal feira de arte da América Latina. O evento acontecerá entre os dias 6 e 10 de abril no Pavilhão da Bienal em São Paulo, Brasil. Com obras que apontam e denunciam o momento de caos pelo qual o mundo vive, Patricia busca com a sua arte provocar um pensamento coletivo sobre esses temas.


“Tenho a arte como veículo que possibilita dar luz a essas questões. Falo de gente, de seres, tenho em meu trabalho o componente da denúncia em forma de arte”, explica Patricia, representada pela galeria Luciana Caravello.


Patricia Guerreiro nasceu em 1972 vive e trabalha no Rio de Janeiro. No seu trabalho a artista aborda a objetificação e a violência do corpo como resultado de diversas intervenções e interpelações em determinadas épocas e lugares impondo limitações, autorizações, obrigações e afetado por diversos marcadores como, etnia, ideologia, religião, gênero e classe social.


Entre as peças que Patricia levará para a SP-Arte está “Habitamos um mundo Farpado?”. Com a obra, a artista plástica mostra a barbárie na qual o mundo vive e a dor como consequência.


“Essa peça representa a barbárie na qual vivemos agora. O sangue derramado pelo ódio, ganância, intolerância, pela falta de amor ao próximo e ausência de consciência do coletivo. Fiz essa peça com o sentimento das imagens da guerra. As pessoas sangrando. Uma mãe e uma filha morrem dentro de uma maternidade bombardeada. Será que o ser humano é isso? Onde está a nossa evolução? Em que lugar a humanidade se encontra. Não é para onde vamos. É onde estamos agora porque estamos nos matando agora”, questiona Patricia Guerreiro.


Em sua primeira série a artista aponta que a domesticação e a normatização do corpo feminino podem ser reconhecidas como uma estratégia consideravelmente durável e flexível de controle social, cumprindo também com uma função ideológica que pode vir a se estender em inúmeras formas de violência.


Como desdobramento sua pesquisa se amplia para as questões de violência sobre o corpo segregado, sobre populações excluídas e movimentos migratórios.


Na 18ª edição da SP-Arte, a artista plástica carioca Patricia Guerreiro (https://instagram.com/patriciaguerreiroarte ) será representada pela Galeria Luciana Caravello

(Tel: +55 11 93428-5156/)


TRABALHOS EXPOSTOS:

1000 Vases - Paris Design Week 2020

1000 Vases - Milano Design Week 2021

Art Lab Galery - 2021 - São Paulo

SP-Arte - 2021 - São Paulo


SERVIÇO:

18ª edição da SP-Arte 2022

Data: 06 a 10 abril

Local: Pavilhão da Bienal, Parque Ibirapuera (portão 3). São Paulo, Brasil

Horários: Quarta à Sábado: 14h às 20h

Domingo: 13h às19h



Comments


bottom of page