top of page
  • Foto do escritorCláudia Rolim

"O passageiro" reestreia em curta temporada em São Paulo

O passageiro, uma montagem inédita da Cia Alvo que desafia as convenções do teatro tradicional e oferece uma visão expressionista e metafórica do Apocalipse, retorna a capital paulista em curta temporada na Casa das Artes SP, centro da cidade.  Explorando a complexidade do tema por meio da linguagem corporal e dos sentidos, a montagem, com apenas dois atores em cena, proporciona uma experiência teatral que transcende as palavras, mergulhando o espectador nas profundezas da experiência humana.

Divulgação Acriart


O Apocalipse é um tema que, mesmo nas traduções contemporâneas da Bíblia, permanece misterioso e enigmático. Assim, O passageiro convida o público para refletir sobre seu significado profundo e multifacetado. Utilizando figurinos deslumbrantes e maquiagem criativa para expressar a narrativa rica em emoção e simbolismo, a produção combina elementos de moda contemporânea com fragmentos distópicos, criando um contraste visual que é ao mesmo tempo chocante e belo.


A maquiagem desempenha um papel igualmente importante na peça, transformando os atores em seres que são tanto angustiados quanto majestosos. Com traços marcantes e cores mórbidas, é usada para transmitir a profundidade dos personagens e suas jornadas emocionais ao longo da história.


Divulgação Acriart


“Uma das características mais intrigantes de O passageiro é a ausência de respostas ou caminhos de reflexão óbvios”, explica a atriz Karina Bonetti. “Em vez disso, a peça é como uma charada que não tem uma única resposta certa, convidando o público a explorar suas próprias interpretações e reflexões sobre o conteúdo apresentado. Essa montagem tem características expressionistas e não se propõe a imitar a realidade como ela é. Na verdade, foge do teatro mais tradicional que segue o realismo, que nem seria possível, já que o livro do Apocalipse não é escrito de forma realista”, pondera a atriz.


“Toda a dramaturgia foi pensada em camadas desenvolvidas separadamente”, comenta Fabiano Moreira, diretor do espetáculo. “Uma camada de áudio com músicas compostas exclusivamente para o espetáculo e interpretadas ao vivo por um dueto de violino e sax, e outra camada estética com toques de surrealismo no cenário para provocar o imaginário coletivo. É importante destacar o trabalho de corpo dos atores, que compõe toda a dinâmica audiovisual. Todas essas camadas que compõem o espetáculo são para proporcionar ao espectador uma experiência impactante sobre a releitura do Apocalipse”, finaliza o diretor.


Para outras informações sobre o espetáculo, siga a Cia Alvo no Instagram: @ciaalvo.

Divulgação Acriart



FICHA TÉCNICA:

Elenco: Karina Bonetti, Daniel Langer, Roberta Gomes, Thiago Alcantara

Direção: Fabiano Moreira

Figurinos: Lucinha Oliveira

Maquiagem: Débora Santana

Produção artística: Paul Marcel

Preparação Corporal: Verônica Nobili e Rafael da mata

Iluminação: Bruno Garcia

Trilha original: Emerson Vilani

Dramaturgia: Denis Snoldo

Trilha original: Emerson Vilani

 

SERVIÇOS:

O Passageiro

Onde: Casa de Artes SP

Rua: Major Sertório, 476, Vila Buarque - SP

De: 03 de maio a 28 de junho às 20h

Duração: 50 min

Classificação: 12 anos

 

Ingressos:

Inteira: R$ 55,00

Meia: R$ 27,50

3 visualizações

Comentarios


bottom of page