top of page
  • Foto do escritorCláudia Rolim

Luciana Lyrio lança livro com leitura performática

A artista plástica Luciana Lyrio lança o livro de poemas "Tecendo o Ser Intersendo o Tecer" no dia 27 de outubro, quinta-feira, as 19h, na Livraria da Travessa em Ipanema.


A noite de autógrafos iniciará com uma leitura performática com 18 crianças no saguão da livraria. As meninas irão formar vários círculos, e compartilharão um grande tecido vermelho que lhes servirá como saia, declamando pequenos poemas. Os meninos estarão posicionados no mezanino, que em determinados momentos falarão em uníssono. Haverá momentos em que as vozes das meninas serão suplantadas pelas vozes dos meninos, e numa tentativa de serem ouvidas, começarão a ler em duplas, triplas, cada vez mais alto para serem percebidas.


A nova publicação é um pocket sanfonado, a capa em tecido com luva e cinta, que apresenta poemas construídos em duas fases de vida da autora.


Aos seus trinta e poucos anos, a artista plástica mineira Luciana Lyrio entrou para a Universidade Guignard em Belo Horizonte, e teve o desejo de escrever um livro objeto, que surgiu do esboço e imagens mentais, vindas do seu processo artístico. Ela produz pequenos poemas que remetem ao Haikai, sem a preocupação com a forma que caracteriza o estilo.


“Eu registro, em palavra e imagem, momentos da minha paisagem interna. Por vezes são mistéricos, cenas fulgores de mim mesma, retratados no verso e reverso do meu livro”, explica a artista visual.

A obra somente foi finalizada quando no auge dos seus 40 anos, a nova escritora deu a luz a sua primeira filha, a quem dedica essas páginas.


O livro ainda possui postais com imagens da última performance intitulada Tecendo o Ser, feita por Lyrio no Parque Laje quando estava grávida. As fotos mostram a artista depositando numa árvore frondosa os óvulos feitos com cera de abelha, numa referência à maternidade.


“Eu estava grávida, tecendo um ser dentro de mim. O ser humano é um metabioma. Foram vários trabalhos, sentimentos e emoções que me inspiraram a escrever. Transito sempre nas questões do equilíbrio entre o masculino e feminino. É um compilado de várias fases da minha vida”, revela a autora. Segundo ela, um incentivo forte foi a influencia que teve na leitura de Cecília Meireles e da simplicidade do poeta Manoel de Barros, que consegue mostrar a grandeza do pequeno.


Luciana Lyrio, reservou alguns minutos do seu tempo e falou com exclusividade ao Viajando.



VLPC: Luciana, esse é o seu primeiro livro. Parabéns ! O que os leitores vão encontrar nas páginas do “Tecendo o Ser intersendo o Tecer” ?

LUCIANA LYRIO: Tecendo o Ser / Intersendo o Tecer foi gerado durante o processo criativo dos trabalhos de arte como performances, instalações e desenhos. Os poemas surgiram em concomitância às imagens mentais dos trabalhos. São pensamentos e paisagens mentais que se interconectam. Ser é Interser e por isso o livro também é pensado como objeto de arte.


VLPC: O livro é sanfonado, com design diferenciado...essa ideia deve-se a maternidade?

LUCIANA LYRIO: São dois livros que pela forma e design se fundem em um. São duas fases da vida que cohabitam no livro, e aqui sim podemos pensar na maternidade como estado do Ser intersendo em outro Ser.


VLPC: O que te levou a fazer uma noite de autógrafos com uma leitura performática com 18 crianças?

LUCIANA LYRIO: As crianças são seres grávidos em potencial, e penso que como estarão ligadas e conectadas pelo tecido vermelho da saia, me trazem mais uma vez o sentido da colaboração e interconexão entre os seres.


VLPC: A médica veterinária, artista plástica, escritora e mãe já tem um segundo livro em mente ou vai dedicar-se ao lançamento do ”Tecendo o Ser intersendo o Tecer” antes de pensar em qualquer outra atividade ?

LUCIANA LYRIO: Coloco no papel, essas imagens que surgem ao me relacionar com o que me permeia e por isso há sim material e possibilidade para futuro livro.


VLPC: Para finalizar, Luciana, você tem algum escritor português que a inspire ?

LUCIANA LYRIO: Dentre os poetas portugueses, fui tocada em minha juventude pela poesia da Florbela Espanca. Ela me fez questionar sobre o papel e lugar do feminino no mundo assim como outros escritores brasileiras como Cecilia Meirelles, Clarice Lispector, Fernando Pessoa, em especial no seu heterônimo Alberto Caeiro, que me influenciou muito por tocar no essencial que nos invade, de forma sensível e natural.

À Luciana Lyrio, o Viajando de Lá Pra Cá deseja muito sucesso com o "Tecendo o Ser Intersendo o Tecer" e que venham muitos outros livros!


Sobre a AUTORA:

Graduou-se em Medicina Veterinária na UFMG em 1995 e em Artes Visuais na Escola Guignard – UEMG em 2006. Trabalha com terapias integrativas sistêmicas. Classificou-se em 2° lugar na premiação do 24th NY Art Exhibition, Barret Art Galleryem 2008, julgado por Asher Miller (Curator of the Department of 19th century, Modern and Contemporary Art, Metropolitan Museum of Art, New York, NY). Em sua prática artística atua com desenho, pintura, instalação e performance. Tem como referencial artistas como Louise Borgeois, Kiki Smith, Janine Antoni, Sarah Lucas, Joseph Beuys, entre outros. A artista possui experiência internacional em residências artísticas e exposições tais como em Art Omi Residence Program, New York, 2008; Teve participação no Dumbo Art Festival, NY, 2008, L’aRectoria Residence Program, Barcelona, 2009, no All Art Now Festival, Maktab Anbar Palace, Damascus, Syria, 2010 e Religare Art Residence Program, New Delhy, India, 2011..


SERVIÇO:

Lançamento do livro Tecendo o Ser Intersendo o Tecer Data: 27 de outubro de 2022

Horário: 19h

Local: Livraria da Travessa

End: Rua Visconde de Pirajá, n. 572 – Ipanema, RJ, Brasil

Título: Tecendo o Ser intersendo o Tecer

Escritora: Luciana Lyrio

Páginas: 38

Preço: R$ 69,00

Editora: Lacre

Facebook/Instagram: @editora_lacre



Comments


bottom of page