top of page
  • Foto do escritorCláudia Rolim

João Carlos Viegas, o escritor e seus livros

Atualizado: 11 de out. de 2022

João Carlos Viegas nasceu no Rio de Janeiro, mas traz na veia o sangue português herdado do seu avô Sr Antônio, nascido na Quinta do Fontão, Vela, Serra da Estrela, região da Guarda, em Portugal.


Amante da literatura e do futebol, Viegas, torce pelo Flamengo, no Brasil e em Portugal, pelo time do Belém, time de Raul Solnado, humorista português que viveu exilado no Brasil na década de 60 e João Carlos era seu fã. Sempre de bom humor e atento a tudo ao seu redor, o escritor é formado em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e em Jornalismo pela Universidade Federal Fluminense, na cidade de Niterói. Trabalhou em emissoras de rádio como a Rádio Globo onde produziu roteiros para vários programas.

João Carlos Viegas no Parque da Cidade, em Niterói. Ao fundo a Baía de Guanabara.


Na TV Globo, Viegas, participou da equipe de roteiristas do Chico Anysio Show e da Escolinha do Professor Raimundo.


Mas é escrevendo suas crônicas e seus romances que João Carlos Viegas mais se identifica. O escritor é autor dos livros como “Segura essa, J.D.Salinger!” , romance que lhe rendeu um prêmio literário; “O Segredo dos Nomes”, “Um sábado depois do fim do mundo” e “O Terceiro Cúmplice”.


Seu lado jornalístico o levou a pesquisar sobre a música popular brasileira e sobre a cantora Carmem Costa e dessa pesquisa resultou o livro “Carmem Costa, uma cantora do rádio”, um livro que retrata uma importante fase da MPB.


Além dos romances Viegas ainda encontra tempo para se dedicar a família, ao gato Billy, ao seu próprio blog ( https://www.joaocarlosviegas.com ) e atualmente, trabalha no que parece ser outro romance cujo título provisório é “Incidente Joana D'Arc”.

Num bate-papo descontraído, o escritor, jornalista e radialista respondeu algumas perguntas para a ex-colega de trabalho Cláudia Rolim, do blog Viajando de Lá Pra Cá.


VDLPC: Viegas, quando foi que você percebeu que tinha gosto pela “escrita” ?


JCVIEGAS: Desde pequeno, percebi o gosto pela escrita. Quando li Oscar Wilde deveria ter uns 8 anos e decidi ser escritor.


VDLPC: O que é mais “complicado” de escrever : um texto para um programa de rádio ou um romance ?


JCVIEGAS: Os dois têm suas dificuldades e dão prazer. No rádio, é preciso atenção com a sonoridade e no romance também. Então, se completam.


VDLPC: Qual é o tipo de escrita que te dá maior satisfação: um texto fictício ou um texto investigativo como foi o livro da Carmem Costa ?


JCVIEGAS: A ficção me dá mais prazer. A pesquisa para um livro como sobre alguém como escrevi sobre Carmem Costa é complicada. Na ficção fico bem mais livre.


VDLPC: Você também escreveu roteiros para o grande humorista Chico Anysio. O seu lado humorístico vem do seu avô português, Sr. Antônio ?


JCVIEGAS: Talvez, meu avô António, português da Guarda, gostava de histórias engraçadas e muitas repetições em textos de humor.


VDLPC: Você já cá esteve em Portugal. Quais os lugares que você conhece e qual gosta mais ?


JCVIEGAS: Conheço Lisboa, Setúbal, Porto, Fátima, Nazaré... adorei Sesimbra, uma das praias mais bonitas que conheci. Quero voltar para conhecer Coimbra e Quinta do Fontão, na Serra da Estrela onde meu avô nasceu.


VDLPC: Muitos brasileiros, assim como eu, se mudaram para Portugal. Você não tem vontade de vir morar aqui na “Terrinha” ?


JCVIEGAS: Estou com processo requerendo a cidadania portuguesa. Penso em passar um tempo em Portugal. Quem sabe dividir o ano entre Brasil e Portugal?


VDLPC: Qual é a mensagem que você deixa para as pessoas que querem enveredar pelos caminhos da escrita ?


JCVIEGAS: Persistência. Ser escritor brasileiro é um exercício de persistência senão a gente desiste. Portanto, prepare-se porque a luta é difícil. No entanto, vale a pena.


Veja a sinopse de cada livro do escritor JOAO CARLOS VIEGAS.


LIVRO : Um sábado depois do fim do mundo

Um romance que o autor escreveu sobre dois tabus da humanidade: aborto e suicídio. Como profissional do rádio e tevê, Viegas ouviu muitas vezes que não se deveria comentar notícias de suicídios porque isso “incentivaria” pessoas a atentarem contra a vida. Pensando nisso, resolveu escrever sobre o assunto que nunca foi muito bem resolvido na cabeça das pessoas. Há um cuidado em falar sobre suicídio e geralmente quem tem um caso na família, costuma escondê-lo. O aborto também é deixado de lado e, como aconteceu na Argentina faz pouco tempo, sua legalização causa polêmica. Interessante é que o escritor conhece pessoas contra o aborto e a favor de armas ou da pena de morte. É bom lembrar que o romance, embora toque em dois assuntos fortes, tem humor e leveza.

DESCRIÇÃO

Título: Um sábado depois do fim do mundo

Autor: João Carlos Viegas

Editora JD&EG Publicações

ISBN: 978-85-68802-03-8

Segmento específico: Romance

Idioma: Português

Encadernação: Brochura

Formato: 14x21

Páginas: 154

Ano de edição: 2019

Ano copyright: 2020

Edição: 1ª


LIVRO: O segredo dos nomes

Esse romance foi escrito depois que Viegas deu um depoimento numa novela de TV sobre a adoção, um fato que o marcou muito porque ele adotou um filho. O escritor achou o depoimento emocionante, resolveu criar uma obra de ficção sobre um menino adotado que precisa conhecer a história da família que o adotou para se integrar. Viegas compara esse processo a um imigrante que vai conhecendo o país onde escolheu para viver como forma de se tornar um nativo dessa terra. “O segredo dos nomes” fala da criança que aprende quem foram os antepassados da mãe e do pai adotivos para se tornar um filho não de sangue, mas de laços históricos.

DESCRIÇÃO:

Título: O Segredo dos Nomes

Autor: João Carlos Viegas

Editora : Independently Published (24 abril 2019)

Idioma: Português

Capa comum : 32 páginas

ISBN-10 : 1095821458

ISBN-13 : 978-1095821459

Dimensões : 12.7 x 0.2 x 20.32cm

LIVRO: Segura essa, JD Salinger!

Com esse livro João Carlos Viegas ganhou o prêmio de melhor romance em 2006 no Concurso Literário Cidade de Manaus e foi publicado também em Portugal. É uma história que mexe com as lendas urbanas, aqueles relatos que pessoa alguma testemunhou, mas ouviu falar. Salinger é um escritor americano autor de “O Apanhador no Campo de Centeio”, livro que se tornou símbolo dos movimentos hippies e de libertação. Viegas teve a ideia de escrever esse livro ao saber que o assassino de John Lennon trazia um exemplar de “O apanhador...” no dia em que matou o ex-Beatle. “Segura essa, JD Salinger!” conta a história de alguém que busca explicações para uma realidade que parece inexplicável. Portanto, um livro para quem busca respostas mesmo sabendo que não há repostas.


DESCRIÇÃO:

Título : Segura Essa, JD Salinger !

Autor: João Carlos Viegas

Data de publicação: Outubro de 2014

Número de páginas:154

ISBN: 978-989-51-2001-7

Colecção: Viagens na Ficção

Género: Ficção


LIVRO: O Terceiro Cúmplice

O Terceiro Cúmplice pode ser um livro sobre a procura do equilíbrio por parte de alguém enredado em desajustes. Na segunda parte, quando a mistura de diálogos e narrativas conduz o romance - o leitor tem a sensação de que está próximo do desvendamento de um mistério mas - ao mesmo tempo - desacredita se vale a pena algum mistério em história tão límpida.

O Terceiro Cúmplice não é uma narrativa enigmática tampouco policial, mas um convite para que o leitor participe do que julga acontecer. Por isso, a (o) personagem que - sem aparecer – desenrola a trama é instigante tornando oportuna a dualidade de gênero (feminino e masculino) dessa palavra, classificação gramatical capaz de ser parte da construção da história.

Bem-vindos ao mundo da menina com a estrela de David no tornozelo, da placa de bronze em homenagem aos marinheiros fluminenses mortos na Segunda Grande Guerra, do mendigo sem cara e do professor Gedeão Vasconcelos que conversa com espíritos.


DESCRIÇÃO

Título: O Terceiro Cúmplice

Autor: João Carlos Viegas

Editora : Independently Published (28 abril 2019)

Idioma : Português

Capa comum : 88 páginas

ISBN-10 : 1096135078

ISBN-13 : 978-1096135074

Dimensões : 15.24 x 0.56 x 22.86cm

LIVRO: Carmem Costa, uma cantora do rádio

O escritor conheceu Carmem Costa pessoalmente quando trabalhava em rádio e ficou encantado com a história de uma mulher decidida que se tornou uma das maiores cantoras do Brasil, terra de inúmeras grandes cantoras.

A história de amor entre Carmem Costa e Mirabeau, retratada em “Sou a outra”, canção de Ricardo Galeno, é marcante na vida de uma mulher que se apaixonou por um homem casado e não pôde realizar plenamente esse amor. Carmem Costa que conviveu com grandes artistas e grandes momentos históricos do país. Cantora que viveu nos Estados Unidos e esteve presente no “Concerto do Carnergie Hall”, aquele no qual a Bossa Nova se apresentou ao mundo com João Gilberto e outros tantos.

“Carmem Costa, uma cantora do rádio” é um livro sobre música, sentimento e história.

DESCRIÇAO:

Título: Carmen Costa, Uma Cantora do Rádio

Autor: João Carlos Viegas

Editora : Revan; 1ª edição (1 janeiro 1991)

Idioma : Português

Capa comum : 128 páginas

ISBN-10 :8571060347

ISBN-13 : 978-8571060340

66 visualizações

Comentários


bottom of page