top of page
  • Foto do escritorCláudia Rolim

Engolindo Mágoas em Doses Homeopáticas traz para o palco histórias em 3 tempos

Engolindo Mágoas em Doses Homeopáticas é o novo trabalho do “Coletivo Pedra Rubra” que estreia dia 08 de outubro no CCSA (Centro Cultural Santo Amaro). A criação, dramaturgia, encenação e direção são das atrizes Beliza Trindade, Juliana Aguiar e Lilian Menezes e a entrada é gratuita.

O espetáculo traz para o palco Três mulheres, três tempos, três histórias. O que há em comum entre mulheres que vivem em 1949, 1989 e 2019. Gravidez, abuso, assédio, relacionamento, violência. Não é loucura, insanidade, doença. É como um vírus da nossa sociedade, ver a mulher como menos, como objeto, como posse. E seguimos carregando essa marca, a marca do sangue que escorre, Engolindo em Doses Homeopáticas toda a dor que carrega uma mulher.


A montagem foi criada com o projeto "Mulheres, nas margens da Sul" no qual foi contemplado pelo Edital de Múltiplas Linguagens da Secretaria de Cultura.

A atriz Juliana Aguiar respondeu exclusivamente para o VLPC sobre o espetáculo Engolindo Mágoas em Doses Homeopáticas e sobre o Coletivo Pedra Rubra.


VLPC: Juliana, fale um pouco sobre o espetáculo Engolindo Mágoas em Doses Homeopáticas.

Juliana Aguiar: É um espetáculo autoral processual, que partiu de pesquisas, relatos de terceiros e vivências das próprias atrizes. Buscamos por tocar em pontos difíceis para a mulher, como abuso, violência, assédio e aborto. O nome Engolindo Mágoas em Doses Homeopáticas, traz essa reflexão, das pequenas violências que diariamente nós Mulheres, somos obrigadas a engolir, geralmente de maneira a sermos silenciada.


VLPC: Quem é a sua personagem, em que ano se passa a história dela e qual é a história da sua personagem ?

Juliana Aguiar: Minha personagem é a Mulher 3, que está no ano de 2019. Uma mulher carcerária, que foi negligenciada pelo estado e permanece prisioneira, da sociedade, do sistema e de si mesma, nem mesmo seu próprio corpo lhe pertence.


VLPC: O espetáculo retrata três mulheres em períodos diferentes. O que levou o Pedra Rubra a montar esse espetáculo ?

Juliana Aguiar: Quando pensamos em criar o Coletivo Pedra Rubra, queríamos falar sobre assuntos caros e urgentes para a Mulher. Nossos primeiros trabalhos foram performances que já traziam a problematização das violências à Mulher. Queremos promover com o espetáculo Engolindo Mágoas em Doses Homeopáticas, uma reflexão e aumentar o diálogo sobre esses temas. O machismo é nocivo em nossa cultura e está arraigado em nossa história, muita coisa ainda precisa mudar!


VLPC: Pra terminar me conte um pouco do Coletivo Pedra Rubra, Juliana.

Juliana Aguiar: Somos 3 atrizes que se conheceram e trabalharam no teatro amador, em 2004. Os anos se passaram e permaneceu nosso desejo de voltarmos a estar juntas. Foi somente em 2014 que conseguimos criar o “Coletivo Pedra Rubra”, com o principal objetivo de discutir, trocar, abordar pautas necessárias e urgentes para as mulheres.


Não percam Engolindo Mágoas em Doses Homeopáticas em curta temporada !


FICHA TÉCNICA

Criação, encenação, direção e dramaturgia: Beliza Trindade, Juliana Aguiar e Lilian Menezes

Elenco: Beliza Trindade, Juliana Aguiar e Lilian Menezes

Assessoria de imprensa: Pombo Correio

Fotos: Gunnar Vargas

Criação de trilha sonora: Yuri Christoforo

Figurinista: Laura Alves

Técnico de luz: Rodrigo Pivetti

Registro audiovisual: Daniel Carvalho

Arte gráfica: Bartira Trindade

Produção: Simone Carvalho


SERVIÇO:

Espetáculo: Engolindo Mágoas em Doses Homeopáticas


CCSA Centro Cultural Santo Amaro

Endereço: Av. João Dias, 822 - Santo Amaro - São Paulo, Brasil

Apresentações em OUTUBRO:

Dias : 08, 09, 16 e 21 de Outubro

Sexta, às 20h30;

Sábado, às 10h;

Domingo, às 19h


Classificação etária: 14 anos

Duração: 60 minutos

Entrada: Gratuita


Apresentações em NOVEMBRO :


04 de novembro

CEU Cidade Dutra

Av. Interlagos, 7350 - Interlagos, São Paulo - Brasil

Sexta, às 20h30


10 de novembro CEU Casa Blanca

R. João Damasceno, 85 - Vila das Belezas, São Paulo - Brasil

Quinta, às 20h30


17 e 18 de novembro Casa de Cultura Butantã

Av. Junta Mizumoto, 13 - Jardim Peri Peri, São Paulo - Brasil

Quinta e sexta, às 20h30


Comments


bottom of page