top of page
  • Foto do escritorCláudia Rolim

Dia Internacional dos Museus com atividades no Museu do Pão

Atualizado: 7 de out. de 2022

Nos dias 14 e 18 de Maio há programação especial no Museu do Pão, em Seia, para comemorar O Dia Internacional dos Museus, celebrado anualmente a 18 de maio, data que foi estabelecida em 1977 pelo ICOM (Conselho Internacional de Museus ) para aumentar a consciencialização pública sobre o papel dos museus no desenvolvimento da sociedade, lançando a cada ano um novo tema celebrado por museus de todo o mundo.

Este ano, o Museu do Pão associa-se a este evento internacional com uma programação alinhada com o tema definido e reforçando os laços do museu com a sociedade através de atividades culturais para todos os públicos.


Na noite de 14 de maio, as famílias serão convidadas a amassar o seu próprio pão, que será cozido no forno a lenha do museu, enquanto aprendem mais sobre o Pão e sobre a sua História. Cada família terá a oportunidade de cunhar o seu pão, da mesma forma que era feito no passado nos fornos comunitários, para distinguir o pão de cada família. Os cunhos, também conhecidos por pintadeiras, chaveiros ou carimbos serviam para marcar a massa antes de a levar ao forno e como símbolo de expressão popular, assumiam o papel de afirmação de famílias mais abastadas. O povo fazia as marcas na base com cunhos simples e os nobres na parte de cima do pão, com cunhos elaborados.


A 18 de maio, as escolas portuguesas do 1º e 2º ciclos serão convidadas a participar num Peddypaper em torno do tema do ciclo do Pão. Crianças dos 6 aos 12 anos de todo o país terão a possibilidade de passar um dia divertido, enquanto aprendem sobre o mais universal de todos os alimentos.



Os dois eventos são gratuitos, mas de inscrição prévia obrigatória. Conheça as condições de participação em https://www.museudopao.pt .


O Poder dos Museus

Em 2022, sob o mote “O Poder dos Museus”, destaca-se o poder dos museus para transformar o mundo, como lugares incomparáveis de descoberta que ensinam sobre o passado e abrem horizontes para novas ideias – dois passos essenciais na construção do futuro melhor.


Os museus desempenham um relevante papel de intervenção na sociedade através da sua relação com a comunidade, com a cultura e com a educação.


Sobre o ICOM


Criado em 1946, o ICOM é uma organização não governamental dedicada à preservação e divulgação do património natural e cultural mundial, através de orientações de boas práticas difundidas por comissões nacionais com atividade em 146 países. Anualmente, mais de 40 mil museus participam no evento anual organizando programas que envolvem visitas guiadas, concertos, teatro, cinema, livros, recriações históricas e conferências. Todos os anos o ICOM seleciona um tema que esteja no centro das preocupações da sociedade, e este ano o foco será sobre o papel dos museus num mundo em mudança, e de como estes espaços culturais podem usar os seus recursos humanos e patrimoniais para melhorar a vida da sociedade.

Sobre o MUSEU DO PÃO



Inaugurado em setembro de 2002, em Seia, na Serra da Estrela, o Museu Nacional do Pão é hoje uma das maiores referências da museologia em Portugal e o maior complexo dedicado ao tema em todo o mundo. Oferecendo uma experiência multissensorial através da visita às quatro salas temáticas do museu, um bar-biblioteca, uma mercearia tradicional e um restaurante, o Museu Nacional do Pão recolhe continuamente, preserva e exibe objetos e património do pão português nas suas vertentes etnográfica, política, social, histórica, religiosa e artística. A transversalidade do tema “Pão” faz deste espaço um verdadeiro ícone independente de idade, género, raça ou credo. O Museu do Pão é uma marca do Grupo O Valor do Tempo .


Sobre o Grupo O VALOR DO TEMPO

Há duas décadas que nos dedicamos a trabalhar o que Portugal tem de melhor para oferecer ao mundo. Fascina-nos a História do nosso país e as múltiplas histórias que tem para contar. Acreditamos numa economia humana, centrada nas pessoas e assente num modelo de partilha. É a partir dela que se alcança o verdadeiro Valor Acrescentado, que mais não é sempre do que o resultado da Alma colocada nos projetos. Cada uma das 15 marcas do Grupo O Valor do Tempo tem uma personalidade única e todas elas comungam do mesmo denominador comum: honrar e dignificar Portugal.

O nosso modelo de negócio, baseado numa visão de longo prazo, valoriza o património português, estimulando a criatividade e a excelência com que o apresentamos ao público. Para garantir a adequada valorização dos produtos portugueses históricos com os quais trabalha, o grupo aposta numa forte proximidade ao consumidor final através dos setores do turismo e do lazer, contando com 41 espaços em Portugal, através de quinze marcas insígnia: Museu do Pão, Museu da Cerveja, Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, Quinta da Lagoa, Silva & Feijóo, Casa Pereira da Conceição, Confeitaria Peixinho, Comur (na qual se insere a submarca O Mundo Fantástico da Sardinha Portuguesa), Hästens Sleep Spa – CBR Boutique Hotel, A Brasileira do Chiado, Mensagem de Lisboa, Joalharia do Carmo, Figurado de Barcelos – O Valor do Tempo e Queijadas Finas de Sintra.


SERVIÇO :

Museu do Pão: Terça a domingo, das 10h00 às 18h00. Rua de Santana- Quinta Fonte do Marrão, 6270-538 Seia, PORTUGAL

Tel: +351 238 310 760

Email: museu@museudopao.pt

Bilheteira:

Público em geral: 5€ Crianças até aos 12 anos: 3€ Séniores: 4€

Grupos com pré-marcação(a)

Público em geral: 4€ Crianças até aos 12 anos: 3€ Séniores: 3€

(a) Mínimo de 15 pessoas. Preço por pessoa


Restaurante: Terça a sexta-feira das 12h30 às 15h30 Sábado, das 12h00 às 15h30 Domingo, das 12h00 às 16h30 Jantar: só ao Sábado, das 19h30 às 22h30


*Nos períodos do Natal, Carnaval, Páscoa e mês de agosto são servidos jantares de terça a sexta-feira. Confirme connosco.

*O Museu e o restaurante encerram à segunda-feira.


18 visualizações

Comments


bottom of page